05/05/16

O TOURO AZUL ( HISTÓRIA QUE MINHA AVÓ CONTOU)

O TOURO AZUL
Era uma vez uma menininha que vivia muito feliz em sua casinha situada numa fazenda, juntamente com seu pai e sua mãe. Mas certo dia a sua mãe morreu e foi uma grande tristeza pra ela!
O pai casou-se novamente.
A princípio a nova esposa parecia uma pessoa bondosa, mas com o passar do tempo aquela mulher começou a mostrar o quanto era má e cruel.
A madrasta e o pai tiveram duas filhas, e a menininha era muito solicitada para ajudar nos trabalhos domésticos.
Tempos depois, o pai também morreu e a madrasta fazia com que a menininha trabalhasse mais do que podia.
A madrasta mandava a menininha lavar roupas à beira do rio. As trouxas de roupa eram enormes, a menininha mal conseguia carrega-las.
Mas a menininha tinha um amigo: o touro azul
Quando ele a via indo em direção ao rio com aquela trouxa enorme de roupas, ele se aproximava dela e ela colocava a trouxa sobre seu lombo e ele a ajudava a carregar.
Então ela ensaboava as roupas, colocava sobre o capim para alvejar ao sol e depois esfregava com a água do rio, enxaguava, torcia e colocava para secar.
Fazia uma nova trouxa de roupas limpas e voltava para casa.
Isto acontecia quase todos os dias, mas um dia a menininha começou a chorar.
O touro disse: por que você está chorando?
Ela disse: eu não aguento mais viver desta maneira. Estou muito cansada. Como eu gostaria de ir para um lugar bem distante daqui!
O touro disse: não chore, não, menina. Eu vou ajuda-la.
E o touro começou a comer as roupas, comeu todas as roupas, elas eram fiadas com algodão.
A menina voltou para casa sem as roupas. A madrasta perguntou: Menina, onde estão as roupas?
A menina respondeu: o touro comeu.
A madrasta, furiosa, disse que no fim de semana ia matar o touro e fazer um gostoso churrasco com ele.
A menina foi novamente até a beira do rio onde se encontrou com o touro e começou a chorar.
O touro quis saber o motivo do pranto e a menina contou que a madrasta iria mata-lo
O touro disse: Não chore, menina, suba no meu lombo que eu vou te levar para um lugar maravilhoso onde você será muito feliz.
A menina subiu no touro que foi andando, andando por um caminho estranho.
Em certo momento da viagem o touro disse:
_ Agora nós vamos passar por um lugar cheio de espinhos, não tenha medo, fique bem quietinha montada, não se mova para não ser espetada por nenhum espinho,  nós vamos passar por lá.
Assim o touro passou por entre os espinhos, ficou bastante arranhado, mas à menininha nada aconteceu!
Andaram mais algum tempo e o touro disse:
_Logo adiante vou passar por um lugar muito perigoso, você vai descer e se esconder, uma fera terrível vai me despedaçar, fique bem quietinha e não tenha medo, depois que ele me despedaçar, você deve juntar todos os meus pedaços e dizer: _levanta-te, Touro Azul! E eu vou me levantar.
Desta forma aconteceu.
A menina desceu do touro e ele travou uma luta com uma fera terrível que o deixou em pedaços, e foi-se embora.
A menina se aproximou certa de que a fera não estava mais por perto e juntou todos os pedaços do touro e disse as palavras recomendadas: _Levanta-te Touro Azul!
Mas o touro não se levantou...
Ela ficou apavorada. Falou novamente as palavras, mas nada acontecia.
Então ela percebeu que ainda faltava uma parte de seu corpo que não estava no lugar, ela procurou, procurou, encontrou e colocou no lugar.
Quando ela disse: _Levanta-te, Touro Azul!
O touro imediatamente se levantou e continuaram a viagem.
Por fim, os dois chegaram ao lugar maravilhoso que o touro havia prometido.

Lá ela encontrou um lindo príncipe que morava num castelo, eles se casaram e foram felizes para sempre.

01/06/13

NA AMAZÔNIA TEM

NA AMAZÔNIA TEM, TEM, TEM, TEM BICHOS, PLANTAS E BORBOLETAS NA AMAZÔNIA TEM ÍNDIOS, FLORES E PASSARINHOS TEM COMIDAS E TEM REMÉDIOS

SE CRIANÇA FOSSE MÃE POR UM DIA...

SE EU PUDESSE OH! SE EU PUDESSE SER MÃE POR UM SÓ DIA FARIA UNS ARRANJOS, OLHEM SÓ O QUE EU FARIA: NÃO LAVARIA LOUÇA, JOGARIA TODAS FORA TERIA MUITOS BRINQUEDOS E COM ELES BRINCARIA NÃO TOMARIA BANHO, NÃO ESCOVARIA OS DENTES ABOLIRIA OS CHUVEIROS, SÓ MESMO SE CHOVESSE OH! SE EU PUDESSE SER MÃE POR UM SÓ DIA GARANTO QUE A LEI IS SER BEM DIFERENTE NÃO GUARDARIA ROUPA, SÓ USARIA NOVAS A HORA DE IR PRA CAMA SERIA MEIA-NOITE NÍS FARÍAMOS MUDANÇAS PARA TUDO MELHORAR OH! SE EU PUDESSE SER MÃE POR UM SÓ DIA NÃO ARRUMARIA O QUARTO...